ASTROLOGIA

 

 

O QUE É ASTROLOGIA?

 

A Astrologia é um estudo de autoconhecimento que nasceu da associação entre a movimentação dos planetas e o comportamento humano. Há milhares de anos atrás, os homens acreditavam que as estrelas errantes, que caminhavam pelo céu conforme as noites iam passando, poderiam refletir os acontecimentos aqui na terra.

Essas estrelas, hoje conhecidas como planetas, foram nomeadas de acordo com os deuses da mitologia romana, aos quais suas influências correspondiam: Vênus, a deusa do amor; Mercúrio, o deus mensageiro; Marte, o deus da guerra e Júpiter, o deus do dia.

Mais do que signos, a Astrologia é um conjunto de complexos cálculos que determinam um sistema onde você é o centro e está interligado astros que lhe cercam. Esse sistema é gerado a partir da data, hora e local do seu nascimento.

Quanto mais aproximados do momento exato em que você veio ao mundo, mais precisas serão as suas análises. A Astrologia está entre os primeiros aprendizados humanos, antes da escrita. Uma prova disso é que registros de seus estudos podem ser encontrados em ruínas de quase todas as civilizações antigas, desde a Grécia à Babilônia, da China até Roma.

Há mais de dois mil anos esses estudos relacionando as modificações do céu e seus efeitos na vida humana forem se desenvolvendo, permitindo, inclusive, a determinação das estações do ano.

A partir do século XX, a Astrologia ganhou novas perspectivas, aliando-se à psicologia. Este seu aprimoramento permitiu a criação de análises cada vez mais direcionadas ao nosso cotidiano, sem perder a essência e a sabedoria de mais de seis mil anos atrás.

 

COMO FUNCIONA A ASTROLOGIA?

 

A Astrologia se fundamenta no paradigma holístico, afirmando que todas as coisas existentes no Universo estão inter-relacionadas.

Se todas as coisas estão conectadas entre si, a posição dos planetas num determinado momento de nascimento falará sobre essa vida, revelando seu propósito, seus talentos, suas motivações.

 

COMO AS ANÁLISES SÃO FEITAS?

 

As análises astrológicas são feitas a partir das posições que os planetas ocupavam no exato momento do nascimento de uma pessoa, idéia ou evento. E a interpretação dessas posições é feita pelo astrólogo.

 O astrólogo utiliza o mapa astrológico, considerando o dia, o mês, o ano, a hora e o local do nascimento do perfil a ser analisado, para tentar compreender a sua natureza através das posições celestiais.

O registro das posições celestiais é representado na *mandala astrológica. A partir daí, é possível calcular os aspectos que se formam entre planetas, casas e signos, para gerar a análise.

*  Mandala Astrológica  é o próprio Mapa Astral, considerando as doze casas e os planetas distribuídos nos signos, assim como os aspectos que os planetas fazem entre si. O termo é apenas sinônimo de Mapa Astral. Todavia, pode ser aplicado a uma técnica específica de tiragem do Tarot, em que doze cartas são selecionadas, sendo que cada uma delas representa uma área da vida da pessoa.

* Casas astrológicas  são as representações das áreas práticas da vida. São definidas a partir de uma divisão do céu em doze partes, cujo o ponto central é a Terra, mas especificamente o local onde você nasceu. Cada uma dessas casas é ativada por um signo e também pode estar sendo ocupada por um ou mais planetas, dependendo do dia e da hora do seu nascimento.

 

AS CASAS FUNCIONAM COMO PORTAS

 

Casa 1: Essa casa é também conhecida como ascendente e representa aquilo que cada um vê como identidade. Ela representa a nossa individualidade, o nosso comportamento diante da vida.

Casa 2: Essa casa mostra como você atribui valor às coisas do plano material, sua relação com o dinheiro e vida financeira.

Casa 3: A Casa 3 é o setor que representa a relação de cada um com o meio ambiente imediato: nossos irmãos e vizinhos, as viagens curtas, o pensamento concreto.

Casa 4: A raiz da vida de cada um, o núcleo familiar e, também, a área que representa uma visão gral do plano de vida de cada pessoa.

Casa 5: O que cada um cria a partir da consciência da própria identidade; o setor que representa o potencial criativo de cada um, assim como os filhos.

Casa 6: Representa o dia-a-dia, a rotina de cada um e, por conseqüência, a saúde e como cuidamos dela.

Casa 7 (Descendente): Representa o que cada um busca no outro, o que cada pessoa "puxa" em suas parcerias (casamentos, associações e também inimizades).

Casa 8: O "compartimento secreto da alma": sexo e morte estão aqui interligados, uma vez que o sexo é como uma pequena morte, e a morte é como nosso último grande orgasmo.

Casa 9: O setor que mostra nossa relação com um meio ambiente mais amplo: os parentes distantes, as viagens longas, o pensamento filosófico.

Casa 10 (Meio do Céu): O papel que cabe a cada um na sociedade, o chamado que cada um recebe para realizar algo que servirá a um todo maior.

Casa 11: São os ideais mais amplos de cada um, assim como as associações que fazemos em nome destes ideais: as amizades.

Casa 12: Esse misterioso setor revela, principalmente, a sombra sabotadora secreta que cada um carrega, assim como as condições fundamentais para que cada vida possa alcançar sua realização.

 

O QUE É ASCENDENTE?

 

O ascendente é o signo que estava surgindo no horizonte no momento do nascimento da pessoa. Representa as características que surgem num primeiro olhar imediato, aquilo que irrompe de uma pessoa quando ela se coloca diante do mundo. O ascendente se manifesta desde o nascimento, na forma como a pessoa nasce, e não é verdade que ele fica "mais forte" depois dos 30 anos. As qualidades ascendentes são poderosas desde cedo, e tendem a ser vistas com mais facilidade do que as qualidades do signo solar.

Para um estudo mais completo do ascendente, deve ser levado em consideração não apenas o signo, mas eventuais planetas colocados no setor astrológico do ascendente (a chamada casa I). A localização do planeta que rege o signo ascendente também é importante. Segundo um conceito astrológico tradicional, este planeta é o chamado "senhor" do mapa astral, que matiza toda a identidade de uma pessoa.

O ascendente se junta ao signo solar e ao signo lunar, perfazendo a "identidade astrológica" mais poderosa de cada pessoa.

 

O QUE É ASPECTO?

 

Aspectos são os ângulos que os planetas fazem entre si a cada momento, e revelam como se processa a relação de cada astro e a natureza desta relação. Cada planeta está conectado a outro.

No Mapa Astral Personare serão estudados os ângulos chamados principais, ou pitagóricos:

Trígonos  (120 graus)  e sêxteis  (60 graus)  - Aspectos que mostram um intercâmbio entre os planetas, harmonizando o mapa.

Quadraturas (90 graus) e oposições (180 graus) - Aspectos que mostram um contato intenso que conduz ao despertar; como se "acordasse" a pessoa.

Conjunções (de 0 a 10 graus / 12 graus se o astro envolvido for o Sol ou a Lua) - Aspectos que revelam uma união, praticamente um casamento entre dois planetas. As conjunções podem ser suaves ou intensas, dependendo dos planetas envolvidos.

 

O QUE É MEIO DO CÉU?

 

Como o nome indica, é o signo que fica no meio (no alto) do céu de nascimento.

Representa características, qualidades e virtudes, que a pessoa admira de forma consciente e inconsciente, e se esforça no sentido de incorporar tais predicados à sua personalidade. É o planeta que ativa a Casa 10 do Mapa.

 

O QUE É INVERNO ASTRAL?

 

Termo que se refere ao período em que o Sol transita pela décima-segunda casa do mapa astral, ou seja, quando o Sol se encontra no signo anterior ao signo ascendente. Trata-se de uma fase de recolhimento, de introspecção, afinal, como o nome diz, é inverno. Fase de se voltar para dentro, de evitar exposições e de aceitar que algumas coisas precisam ir mais devagar.

Se isso é bom ou ruim, vai depender da capacidade de cada pessoa aceitar a qualidade do momento e entender o recolhimento como uma condição importante. A expressão correta, portanto, é Inverno Astral e não Inferno Astral, como normalmente divulgada nos meios de comunicação.

 

PLANETAS

 

A Astrologia compreende os principais astros do sistema solar como planetas. Trata-se de uma percepção geocêntrica, na qual a Terra é considerada o centro do universo.

No caso da mandala astrológica, podemos considerar você como o centro das interações astrais.

Os  planetas  num  mapa  revelam  funções  psíquicas  e  a  forma como elas se expressam em sua natureza.

 

Sol

Esse  astro representa a maneira como você expressa a sua natureza mais essencial,  o seu  eu  na forma  mais  básica.  Ele aponta  a  forma como você compreende o seu poder pessoal e a sua identidade, revelando a forma como você se afirma e se mostra diante do mundo.

 

Lua

A Lua é o astro relacionado as questões emocionais. Ela mostra como você lida com a sua sensibilidade e as reações emotivas que você tem diante da sua vida. Aqui também entra em consideração os condicionamentos que você traz da sua infância.

 

Mercúrio

Esse é o planeta da razão. Mercúrio está relacionado a tudo que envolve o raciocínio e a inteligência humana.  É também o astro da comunicação e do comportamento mental.  Ele revelará a forma como você se expressa.

 

Vênus

Esse planeta é o representante da beleza e do amor.   Ele mostra a sua forma de lidar com o amor, com a feição.  Mostra onde se encontra os valores que você dá às coisas e às pessoas, como você enxerga o belo.

 

Marte

Marte  mostra  o seu relacionamento com as questões que exigem esforço e conquista. Como você lida com a sua força? Ele vai mostrar como funciona o seu espírito de luta.

 

Júpiter

A forma como você vai buscar um sentido para a sua existência é representada por Júpiter.

Esse  planeta revela  as  questões relacionadas a oportunidades,  crescimento pessoal e objetivo de vida.

A fé, a filosofia e o sentido de justiça também são temas representados por esse planeta.

 

Saturno

A representação  das suas inseguranças e valores morais são representadas por Saturno.

A forma como você pretende se destacar, a sua excelência e poder de determinação também são pontos importantes para esse planeta. As regras que regem a nossa vida e as escolhas morais que acabamos optando, são demonstradas na análise desse planeta.

 

Urano

Urano representa a revolução e o nosso espírito de mudança.   Em  quais  áreas  você  expressa sua originalidade? Aqui é mostrada a sua sede pelo novo, pelo desconhecido e também onde reside a sua confusão mental e contradições.

 

Netuno

As relações com a espiritualidade são mostradas em Netuno.    Até que ponto as ilusões que criamos são  realmente  crenças?    As  tendências  que  você   se  apega para expressar uma dimensão maior e as aparências que criamos para disfarçar a nossa realidade são retratadas nesse planeta.

 

Plutão

Representa a forma como você lida com as questões relacionadas à morte e ao renascimento.

Plutão vai mostrar a existência de um poder maior que você e como você lida com essa descoberta.

Está ligado aos ciclos de vida e à descoberta de grandiosidades maiores que você.

 

Cada planeta é considerado em três pontos

 

- A casa que ele ocupa;

- O signo zodiacal que ele ativa;

- Os ângulos que ele faz com cada planeta.

 

 

Página principal